Diário de um Professor

Criar um Site Grátis Fantástico

Psicomotricidade

Psicomotricidade

 

PSICOMOTRICIDADE RELACIONAL E JOGO DRAMÁTICO

Segundo Vieira, em seu artigo “Psicomotricidade Relacional: a história de uma prática”, ( 2009 ) a psicomotricidade relacional:

É uma pratica que permite a criança, ao jovem e ao adulto, a expressão e superação de conflitos relacionais, interferindo de forma clara, preventiva e terapeuticamente, sobre o processo de desenvolvimento cognitivo, psicomotor e sócio-emocional, na medida em que estão diretamente vinculados a fatores psicoafetivos relacionais.

Apropriando-se dos conceitos da psicanálise, Lapierre, dentro do enquadramento da Psicomotricidade Relacional, define o corpo como um lugar.

Na visão de Lapierre este corpo se torna recurso relacional, pois é através dele, através de suas percepções interocepitivas, propriocepitivas e exterocepitivas, que irá criar a noção de mundo interno e mundo externo.

O sujeito propriocepitivo ao se deparar com suas experiências corporais de prazer e desprazer vai construindo e percebendo o limite de dentro e de fora, de si e do outro.

Segundo Lapierre ( 2010 p. 15) “É a partir das vivências corporais primárias que se constrói nosso psiquismo e se estrutura nosso inconsciente”.

No decorrer de sua trajetória profissional, Lapierre começou a perceber o corpo como algo para além de um mecanismo funcional.

Começou a entender o corpo como um sujeito que emite uma mensagem, e por isso começou a desenvolver o processo de escuta.LEIA MAIS...